Audiência vai debater o potencial da “internet das coisas” no País

O requerimento, de autoria do deputado Antonio Balhmann, foi aprovado na Comissão de Desenvolvimento Econômico, nesta quarta-feira.

08/07/2015 às 15:00:00 | 162 visualizações

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio aprovou, nesta quarta-feira (8), requerimento do deputado Antonio Balhmann (PROS-CE), que solicita a realização de audiência pública conjunta com a Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática para debaterem o potencial da “internet das coisas” para o País.  O termo é utilizado para designar a conectividade entre vários tipos de objetos do dia a dia sensíveis à internet, desde de eletrodomésticos até outros equipamentos espalhados pela cidade. Conceitualmente, é a posibilidade de conectar o mundo físico com o mundo digital por meio da web. 

 “A internet das coisas tem conquistado seu espaço no radar de oportunidades de empresas e governos como importante pilar tecnológico para um futuro promissor da sociedade. Isso porque, no geral, o desenvolvimento ilimitado de aplicações depende apenas da imaginação dos desenvolvedores”, explicou o parlamentar.

Para Balhmann, a massificação da tecnologia é fundamental para o conceito de Cidades Inteligentes, altamente conectadas nos sistemas de tráfego, energia, água e segurança, reduzindo desperdícios, prejuízos e no caso de segurança, por meio do monitoramento e integração dos sistemas de informação, reduzindo a criminalidade.

Segundo informou o deputado, novas tecnologias que envolvem internet das coisas em 2015 devem somar 25 bilhões de dispositivos conectados à internet e 50 bilhões até 2020. “Estimando que a população no planeta será de 7,6 bilhões, isso resultará em uma média superior a seis dispositivos por pessoa”, comentou. 

Diante de tal potencial que a internet das coisas poderá representar ao Brasil, complementou o parlamentar, é preciso construir medidas centradas em ações para formação de pessoal, financiamento, incentivo à inovação, desenvolvimento de mercado local e logística. “O País precisa ter condições de competir, podendo, desta forma, assumir o papel significativo de liderança”.

Redação PROS na Câmara

Sem tags