Domingos Neto defende convite a Cid Gomes, não convocação

Segundo o parlamentar, o ministro está à disposição e reconhece que precisa conversar, o que torna desnecessária a forma de convocação.

04/03/2015 às 17:57:00 | 202 visualizações

Em Plenário agora há pouco, o líder do PROS, Domingos Neto (CE), fez um apelo para que os deputados transformem o requerimento de convocação do ministro da Educação, Cid Gomes, em convite – que não obriga a presença do ministro. “Ele foi o ministro que mais veio a esta Casa. Quinzenalmente, está aqui para atender todos os deputados, até hoje já recebeu mais de 150 parlamentares. Na semana que vem, estará aqui voluntariamente para conversar e poderá dar todas as explicações, seja sobre este caso ou sobre as problemáticas da educação”, afirmou.

Segundo informações divulgadas pela imprensa, Cid Gomes disse: “Tem lá [no Congresso] uns 400 deputados, 300 deputados que, quanto pior, melhor para eles. Eles querem é que o governo esteja frágil porque é a forma de eles achacarem mais, tomarem mais, tirarem mais dele, aprovarem as emendas impositivas”. Domingos Neto explicou que a fala merece uma contextualização. "Ele estava respondendo às reivindicações de alunos, dizendo que os problemas levantados não eram da alçada do Executivo, mas do Legislativo. E a frase foi tirada do contexto", disse.

Para o parlamentar, não é necessária a convocação, já que o ministro sempre se dispôs a vir ao Parlamento. "Ele está à disposição, reconhece que precisa conversar, assim se torna desnecessária a forma de convocação", ressaltou.

Redação PROS na Câmara

Sem tags