Bancada do Paraná discute implantação da Nova Ferroeste

“Teremos um novo transporte de fluxo de cargas para o nosso Paraná. Uma obra importantíssima, e um sonho para o setor de produtores e com preços módicos”, comemora o deputado e líder da bancada paranaense, Toninho Wandscheer.

13/12/2021 às 15:51:49 | 295 visualizações

A Bancada do Paraná se reuniu, na quarta-feira (8), para discutir a implantação da Nova Ferroeste. O projeto é considerado pelo governo estadual como o maior projeto logístico do Paraná para os próximos anos. No encontro, o coordenador do Plano Estadual Ferroviário, Luiz Henrique Fagundes, e o diretor-presidente da Ferroeste, André Gonçalves, mostraram detalhes da nova estrada de ferro para os parlamentares. Para o coordenador da bancada, Toninho Wandscheer (PR), o projeto melhora toda a infraestrutura do estado e traz grandes benefícios aos produtores.

“Teremos um novo transporte de fluxo de cargas para o nosso Paraná. Essa obra é importantíssima, especialmente para o setor produtivo que vai poder transportar as cargas a preços mais módicos. Quando se paga menos no transporte, você tem mais lucro na produção”, destaca o deputado.

O parlamentar agradeceu o empenho e o diálogo com o ministro dos transportes, Tarcísio Gomes, e frisou que este novo modal de transporte vai melhorar a infraestrutura do Paraná, que será mais barata e facilitará o escoamento eficiente de carnes e grãos.

O projeto deve ir a leilão no segundo trimestre de 2022. O vencedor será responsável pela construção da estrada e vai poder explorar o empreendimento por 70 anos.

Nova Ferroeste

A Nova Ferroeste é um projeto que prevê a construção de uma estrada de ferro entre o Mato Grosso do Sul e o Litoral do Paraná. Ao todo, 1.304 quilômetros de trilhos vão conectar Maracaju (MS) a Paranaguá (PR), além de um ramal entre Cascavel e Foz do Iguaçu.

Quando o projeto estiver concluído, será o Corredor Oeste de Exportação e deve movimentar cerca de 38 milhões de toneladas, tornando-se o segundo maior corredor de grãos e contêineres refrigerados.

Redação PROS na Câmara

Sem tags