Exijo providências urgentes para prevenir a proliferação do coronavírus na cadeia em Unaí, e também a instalação de UTIs em Uberlândia, diz Weliton Prado

O deputado federal, Weliton Prado, afirma que é necessário garantir a liberação de recursos que se somarão na luta contra a pandemia.

16/04/2020 às 15:27:24 | 574 visualizações

O deputado federal, Weliton Prado, solicitou ao Ministério da Saúde a liberação de equipamentos e recursos de custeio para instalação em Uberlândia, de leitos de instalação rápida de UTI no combate à pandemia de Coronavírus. E, para o Ministério da Justiça e Segurança Pública as providências para prevenir a proliferação do Coronavírus na cadeia em Unaí (MG).

Segundo o requerimento 390/20, o Ministério da Saúde iniciou em março a distribuição de 540 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para assistência aos pacientes que apresentem gravidade nos casos do Coronavírus.

“Ressalto a grave urgência que aflige a população de Uberlândia e região, a cidade tem 10 óbitos suspeitos de coronavírus em investigação, 1.794 casos suspeitos e 23 pacientes em Unidades de Tratamento Intensivo (UTI). Sendo que, Uberlândia tem um déficit de 800 leitos apenas no município. É necessário garantir a liberação expedita de recursos para a instalação e custeio de unidades de terapia intensiva que se somarão na luta contra a pandemia”, explica o deputado.

Já o requerimento direcionado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, trata de providências urgentes para prevenção da proliferação do Coronavírus no sistema penitenciário em Unaí (MG), assegurando testagem rápida dos casos suspeitos, isolamento dos contaminados e suspeitos, medidas de higiene e desinfecção das instalações, bem como estudar a necessidade de instalação de um hospital de campanha junto a unidade Penitenciária Agostinho de Oliveira Júnior, local em que um policial penal testou positivo para o Coronavírus.

“O policial penal teve contato direto com mais de 60 servidores da Penitenciária Agostinho de Oliveira Júnior, além de internos, dias antes de receber o resultado positivo. Assim, urge a necessidade de priorizar o envio de testes rápidos para a testagem dos policiais penais e dos detentos, de fazer o isolamento dos contaminados ou suspeitos e da adoção das medidas de higiene e desinfecção das instalações”, afirma o deputado.

Redação PROS na Câmara