Clarissa Garotinho sugere plano de contingência para a Câmara dos Deputados no combate ao coronavírus

“Somos um grupo de risco aqui na Casa temos alta circulação de pessoas e por conta disso podemos ser disseminadores desse vírus para outros estados. Precisamos com urgência de um Plano de Contingência! Precisamos paralisar todas as viagens internacionais dos parlamentares, aqui na Câmara lidamos com a circulação de mais de 20 mil pessoas por dia”, explica a deputada Clarissa Garotinho durante a comissão geral.

11/03/2020 às 17:32:11 | Atualizada em 11/03/2020 às 18:17:48 | 389 visualizações



Os deputados federais do PROS Clarissa Garotinho (RJ), Capitão Wagner (CE), Weliton Prado (MG) participaram nesta quarta-feira (11) de reunião na Comissão Geral que debate as ações preventivas de vigilância sanitária e possíveis consequências para o Brasil quanto ao enfrentamento do coronavírus (Covid-19). A reunião contou com a presença do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e do secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Wanderson Kléber de Oliveira.

O ministro da saúde realizou uma apresentação para os parlamentares mostrando os casos notificados por país e renda per capita.

A deputada federal Clarissa Garotinho demonstrou sua preocupação com a circulação de pessoas na Câmara e propôs a paralisação das viagens internacionais dos parlamentares. “Somos um grupo de risco aqui na Casa temos alta circulação de pessoas, e por conta disso podemos ser disseminadores desse vírus para outros estados. Precisamos com urgência de um Plano de Contingência! Precisamos paralisar todas as viagens internacionais dos parlamentares, aqui na Câmara lidamos com a circulação de mais de 20 mil pessoas por dia”, explica a deputada federal Clarissa Garotinho e membro da comissão externa da Câmara que também está tratando do combate ao coronavírus.

O ministro da Saúde avisou que os testes para o coronavírus serão realizados para todos os pacientes internados, em hospitais públicos ou privados, com quadro respiratório grave, independentemente do histórico de viagem das pessoas ao exterior. Além disso, a pasta também passa a orientar que todas as 163 unidades de saúde (postos de saúde, UPA, hospitais) que integram a rede sentinela de síndrome gripal passem a testar para coronavirus pacientes que tiveram amostras com resultado negativo para outros vírus gripais, independente de viagem ao exterior.

Casos confirmados de coronavírus no Brasil
São 26 casos confirmados da doença, sendo 4 por transmissão local e 21 casos importados. Atualmente, são monitorados 930 casos suspeitos e outros 685 já foram descartados. Os dados foram repassados pelas Secretarias Estaduais de Saúde.

Dos 26 casos confirmados de coronavírus no país, 16 estão em São Paulo, 3 no Rio de Janeiro, 2 na Bahia, 1 em Alagoas, 1 no Espírito Santo, 1 em Minas Gerais e 2 no Distrito Federal.

PREVENÇÃO:
- Lavar as mãos com água e sabão
- Utilizar lenço descartável quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo
- Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas

Redação PROS na Câmara