Câmara aprova requerimento de Capitão Wagner para criação de comissão externa sobre vazamento de óleo no litoral brasileiro

“Precisamos acompanhar os danos causados e investigar sobre a origem do aparecimento de manchas de óleo no litoral brasileiro. Já são mais de 200 locais afetados em 78 municípios de nove estados, e mais de 20 animais encontrados mortos”, diz o autor do requerimento deputado Capitão Wagner.

24/10/2019 às 14:50:54 | Atualizada em 24/10/2019 às 14:54:58 | 157 visualizações



A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (24) o Requerimento 2770/19 do deputado federal Capitão Wagner (CE) para a criação de comissão externa para avaliar a situação, acompanhar os danos e investigar sobre a origem do aparecimento de manchas de óleo no litoral do Nordeste brasileiro.

“Precisamos acompanhar os danos causados e investigar sobre a origem do aparecimento de manchas de óleo no litoral brasileiro. Já são mais de 200 locais afetados em 78 municípios de nove estados, e mais de 20 animais encontrados mortos. Embora haja mobilização de voluntários para conter os danos, ainda não há perspectiva para que as praias sejam totalmente limpas”, diz o deputado.

De acordo com relatório da Marinha, foram recolhidas mais de 600 toneladas de resíduos das praias do litoral nordestino, ao longo dos 2.250 quilômetros afetados pelo óleo. Praias foram interditadas para banho e animais, como tartarugas, golfinhos e peixes estão morrendo nessa tragédia ambiental.

“No Estado do Ceará, pelo menos 15 praias já foram afetadas. Entre elas, a Praia de Barreiras, onde foram retirados 800 kg de óleo. O Instituto Municipal de Fiscalização e Licenciamento Ambiental (Imfla) aponta ainda presença do resíduo em Redonda e Ponta Grossa. É necessária urgência para que este parlamento crie uma comissão externa para buscar soluções para essa tragédia”, afirma o deputado.

Redação PROS na Câmara